28 de maio de 2008

Pobre Africa

Foi nas nações ricas que a sida foi identificada, em 1981, mas é nos países mais pobres do mundo que está a grande maioria das vítimas. Em pouco mais de duas décadas, morreram mais de 25 milhões de pessoas, mais do que com a Peste Negra que grassou na Europa no século XIV. Só na África do Sul - mais de 6,2 milhões de sul-africanos estão infectados com o vírus HIV (O número refere-se ao ano de 2004). Ao lado no Botswana, um terço das pessoas que têm entre 15 e 49 anos - vive com o HIV. África tem apenas 12% da população mundial, é no continente que ocorrem 43% das mortes de crianças, 50% das mortes maternas durante a gravidez e o parto, e onde vive 70% da população com HIV/SIDA e 90% das crianças órfãs da Sida. Actualmente cerca de 25 milhões de africanos vivem com o vírus HIV/Sida. O aumento projectado pela ONU no pior dos três cenários apresentados no relatório corresponde a 10% da população do continente africano.Segundo a ONU, respostas pró-activas dos governos dos países afectados e de doadores internacionais podem evitar que 16 milhões de pessoas morram da doença e que outras 40 milhões a contraiam nas próximas duas décadas. Mas as respostas TARDAM...
*NUMEROS do HIV/SIDA*
65
milhões de pessoas infectadas até hoje em todo o mundo.
25 milhões de pessoas ja morreram até hoje.
7755 pessoas em Portugal foram diagnosticadas com HIV até ao final de 2000.
5500 africanos morrem de sida por dia.
1500 novas infecções ocorrem diariamente em Africa.
70 % dos infectados com HIV em todo o mundo são africanos (África tem apenas 12% da população mundial).
59 % dos infectados na Africa sub-Saariana são mulheres.
30 anos era em 2001 a esperança média de vida de um queniano. Em 1990, era 59.
90 % das crianças com HIV são africanas.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial